terça-feira, 18 de março de 2008

ASPECTOS GERAIS DA URBANIZAÇÃO

A cidade é um dos meios criados pelos homens para diminuir as distâncias geográficas e estabelecer contatos. O modo de vida urbano atual caracteriza-se pela diversidade social(diferentes classes sociais, etnias, culturas, nacionalidades) e pelas atividades econômicas.
O século XX foi o período da história da humanidade em que a urbanização mais se acelerou. Nesse século, definitivamente grande parte da humanidade deixou de ser rural para tornar-se urbana.
A Inglaterra foi o primeiro país a ultrapassar o limite de 50% de população urbana, no começo do século XX. Logo a seguir, outros países europeus chegariam à mesma condição: França, Alemanha, Bélgica e Holanda, por exemplo. Fora do continente europeu, Estados Unidos, Canadá e Japão também contariam logo com uma população urbana superior à rural ainda na primeira metada do século XX. Atualmente, esses países apresentam índices de população urbana superior a 80%.
Na América Latina( México, América Central e América do Sul), a urbanização ocorreu em momentos diferentes e em razão de processos sociais distintos dos europeus. Todos os países latino-americanos foram colonizados pelos europeus. Os primeiros núcleos urbanos no período colonial (séc.XVI) surgiram para atender aos negócios dos colonizadores, entre eles a administração do próprio sistema colonial e de sua economia, que era basicamente de extração de recursos naturais e de produção de bens agrícolas.
Até a independência dessas colônias surgiram poucas cidades, e as que surgiram estavam relacionadas aos interesses dos colonizadores. E elas também não cresceram significativamente.
A urbanização só se acelerou nos países latino-americanos muito tempo depois de suas independências. Na verdade, isso se deu apenas a partir da segunda metada do século XX. Surgiram muitas cidades e, principalmente, houve um crescimento extraordinário das capitais. O ritmo de urbanização em muitos desses países ainda permanece veloz.
Se, no início, a urbanização ocorreu a despeito da falta de infra-estrutura de transportes, comunicação e de energia, mais tarde essas infra-estruturas surgiram e algumas cidades puderam suportar a transferência imensa de população para seus espaços. Assim, transformaram-se em cidades gigantescas, como São Paulo e Cidade Do México.
Comparando-se a urbanização européia (e também a dos Estados Unidos) com a da América Latina, um fato chama a atenção. Na Europa e nos Estados Unidos, a urbanização já era importante no começo do século XX. Nesse período, na América Latina e inclusive no Brasil, a urbanização era algo sem muita importãncia. Somente a partir dos anos de 1950 isso vai mudar. Mas essa diferença de tempo nas urbanizações não impediu que na América Latina fossem construídas grandes cidades, como as que conhecemos hoje.

*Texto escrito com base no livro referenciado abaixo.

FONSECA,Fernanda Padovesi... [et al.]. Olhar Geográfico: a vida nas cidades.São Paulo: IBEP,2006.

4 comentários:

Ana Elisa disse...

oi tia rô,
obrigada pelas dicas!

=D~~ bjooo

Ana Elisa...7º A

Anônimo disse...

valeu de novo pelas dicas,
Ronaldo 7ºano E

isadora disse...

vlew a pena te lido seu blog!!
ajudo mt!!!!!!!
brigadaaao
bjos ;*

Isadora Metran 7° ano ´´D``

fran disse...

Olaaa....nossa...eu estava tentando entender a urbanizaçao na America Latina e ja tinha lido mtos textos mas nao compreendia nada...amanha tenho prova na facu sobre o tema e achei seu blog que com uma exposiçao suscinta do assunto me fez compreender com uma maior facilidade...brigadao!!!
bjo!!!!
Fran